maconha cannabis cultivo indoor legalização

Assine nossa Newsletter. Mídia Independente!

Marcha da Maconha
1 2 3 4

Posts Recentes

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Cannabis atua no alívio da ansiedade provocada por trauma

Canabidiol
Um componente químico da maconha mostra cada vez mais potencial de se transformar em aliado no tratamento das sequelas emocionais deixadas pelo trauma. Experimentos indicam que o canabidiol, um dos mais de 80 constituintes da Cannabis sativa, pode ajudar no tratamento de indivíduos que sofrem de ansiedade provocada por experiência traumática.

Resultados positivos têm sido obtidos em pesquisas desenvolvidas junto ao Laboratório de Psicofarmacologia, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Os estudos com animais em laboratório resultaram em artigos científicos publicados em importantes periódicos internacionais, como o European Neuropsychopharmacologye.


Trauma


Nestas pesquisas os animais recebem um choque moderado nas patas, simulando uma situação traumática.

Quando são novamente expostos ao ambiente de condicionamento, relembram a situação e expressam uma reação de medo, caracterizada por imobilidade e conhecida como congelamento. Registrando o tempo de congelamento, os pesquisadores avaliam a intensidade do medo provocado pela lembrança do trauma.

O coordenador dos estudos, professor Reinaldo Takahashi, explica que é semelhante ao que acontece com uma pessoa que foi assaltada numa determinada rua da cidade e fica com medo sempre que tem que passar por ali. Ou ao medo sentido por uma pessoa que foi atropelada. toda vez que ouve uma freada de carro.

Terapia de exposição

Segundo ele, em uma perspectiva terapêutica, a maneira mais eficaz de se reduzir o medo em animais de laboratório consiste em realizar sucessivas exposições ao ambiente de condicionamento. Assim os animais se adaptam à situação e reaprendam que aquele local deixou de ser ameaçador.

Em humanos, este tratamento é chamado de terapia de exposição e funciona mais ou menos da mesma forma.

"Os principais resultados de nossos estudos demonstraram que o canabidiol facilita esse processo de reaprendizado emocional, tornando a exposição terapêutica muito mais eficiente e com efeitos prolongados", explica o professor Takahashi.

Função ansiolítica

A pesquisa indica que o canabidiol poderia ser associado a tratamentos psicológicos como a terapia comportamental, ajudando a atenuar traumas.

Além disso, o canabidiol reduziu a ansiedade dos animais que passaram pelo processo de condicionamento.

A avaliação faz a equipe supor que esse constituinte da maconha funciona como um ansiolítico, o medicamento que combate a ansiedade.

A vantagem é que o canabidiol possui características mais interessantes do que as substâncias benzodiazepínicas comumente usadas nesta terapia e que podem ter entre seus efeitos colaterais dependência, sonolência excessiva, piora da memória, tonturas e zumbidos.

Outra vantagem sinalizada pelos estudos realizados na UFSC é que o canabidiol também não provoca efeitos típicos da maconha, como falhas na memória recente, taquicardia, boca seca, incoordenação motora, agitação e tosse.

Esses sintomas são causados principalmente por outro canabinoide, o conhecido tetrahidrocanbinol (THC). "Então, além de ser terapêutico, estima-se que se o canabidiol for utilizado como medicamento, terá poucos efeitos colaterais", complementa o professor.

Reaprendizado emocional


Os estudos desenvolvidos na UFSC auxiliam também na compreensão da fisiologia do cérebro, dos processos cerebrais relacionados à retomada da memória traumática e ao consequente reaprendizado emocional.

Dando continuidade aos experimentos, o doutorando do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da UFSC Rafael Bitencourt, orientando do professor Reinaldo Takahashi, aprofundou as pesquisas e obteve resultados importantes.

Seus estudos sugerem que há uma interação entre o sistema responsável por parte das respostas ao estresse, o sistema corticosteróide, e o sistema endocanabinoide, que ocorre no decorrer do processo de reaprendizado.

O primeiro está relacionado a hormônios que possuem um papel importante na regulação do metabolismo e o segundo, o sistema endocanabinoide, é formado por mensageiros cerebrais produzidos pelo próprio organismo e que parecem ter evoluído como parte da comunicação entre os neurônios (uma espécie de "fábrica natural" de maconha que os vertebrados possuem).

"Um determinado nível de estresse diante de uma situação traumática é necessário para que ocorra liberação de substâncias no nosso cérebro, levando à indução da produção dos endocanabinoides. Estes endocanabinoides facilitariam o processo de reaprendizado emocional, impedindo ou amenizando as chances de uma pessoa desenvolver um trauma", explica Rafael.

Memória traumática


Para os pesquisadores, o melhor entendimento do processo de reaprendizado emocional em situações potencialmente traumáticas pode facilitar a procura por condutas terapêuticas para aqueles indivíduos que desenvolvem algum transtorno relacionado à persistência de uma memória traumática.

O conhecimento sobre os endocanabinoides também pode ajudar na concepção de terapias que aproveitem as propriedades terapêuticas da maconha.

"O futuro dirá se os canabinoides um dia passarão de substâncias proibidas a aliados no tratamento das sequelas emocionais deixadas pelo trauma", complementa o professor Takahashi.

4 comentários:

Anônimo disse...

É realmente doloroso imaginar pobres animais utilizados como cobaias e tendo o MEDO inserido indiscriminadamente em suas vidas por longos períodos, quem sabe até durante uma vida inteira.

Acho importante lutar pela descriminalização ou até mesmo a legalização da cannabis (o que seria ótimo por sinal) mas é ainda mais importante lutar pela igualdade racial.

Seja nosso irmão branco, preto... humano ou animal.

De fato a cannabis, ou melhor os CBD´s, CBN´s, CBC´s e CLB´s... são seguros para que o teste fosse realizados em humanos. Ou melhor, nas pessoas que já realizam tratamentos com a cannabis nos estados e países que a permitem medicinalmente.

É triste pensar que esse tipo de atrocidade ainda atormente nosso povo.

beto disse...

Pessoal, se é verossímel o que está publicado aqui, sou uma vítima da indústria farmaceutica. Tomo paroxetina e rivotril par ansiedade. Os resultados não são os melhores. As vezes sinto muito sono durante o dia, as vezes fico muito down e não desempenho minhas atividades satisfatoriamente. Se este artigo for verdadeiro, isso poderia melhorar muito minha qualidade de vida. A medicação que tomo é muito intrusiva, ou seja, determina meu estado de humor e motivação para tarefas cotidianas.
Talvez o tramento proposto fosse muito mesnos intrusivo.

Su disse...

Em abril de 2011 tive um surto psicotico fiquei 40 dias internada sedada, utilizando hodol, litio, clonazepam, pamergam, entre outros, que totalizavam um coquetel de 13 comprimidos ao dia.
fiquei nesta situação por 6 meses após a internação, a medicação era tão forte que eu mal conseguia me locomover.
Foi quando decidi dar um ponto final nisso tudo.
Tenho 28 anos e fumo desde os 15, quando surtei estava passando por uma fase mt dificil na minha vida familiar, um fim de um relacionamento que me fez sofrer muito e estava em prova na faculdade, faço faculdade de Direito. Neste período eu fiquei sem fumar, pois queria enfrentar este turbilhao que estava passando em minha vida de cara. Foi a pior coisa que fiz.
Em outubro de 2011 tomei a decisão de jogar todos os remedios fora e voltei a fumar maconha diarimante, uma media de 2 baseados por dia. Inesplicavelmente a maconha substituiu todas essas drogas pesadas que o meu organismo ja estava viciado. Passei 2 semanas tensas, sem dormir, mt ansiosa e nervosa, mais mantive o controle pois sabia que era o efeito de toda droga que estava no meu organismo sair.
Hj posso dizer que estou vivendo uma fase maravilhosa, retomei todas as minhas atividades,
estou sendo acompanhada pelo meu psiquiatra que não é a favor, mais nao pode fazer nada, e por meu psicologo que se surpreende a cada consulta.
Não estou aqui pra levantar a bandeira de ng, mais no meu caso a maconha me devolveu a minha vida.
Espero que a ciencia avance logo nisso, pois essas drogas usadas para tratamentos psicologicos são muito pesadas, com efeitos colaterais horriveis, e não resolvem nada, nada mesmo, enquanto eu utilizava a medicação a sensação q tinha era que eu ainda estava em surto e que nao ia passa nunca, pois foi isso que o psiquiatra disse quando me receitou litio, que era pra vida toda. Só o fato de não estar utilizando a medicação ja te coloca numa posição psicologica de não louco, e a partir dai vc organiza suas ideias. A maconha me ajuda a controlar a ansiedade, tenho uma vida super tranquila hj.

Su disse...

Em abril de 2011 tive um surto psicotico fiquei 40 dias internada sedada, utilizando hodol, litio, clonazepam, pamergam, entre outros, que totalizavam um coquetel de 13 comprimidos ao dia.
fiquei nesta situação por 6 meses após a internação, a medicação era tão forte que eu mal conseguia me locomover.
Foi quando decidi dar um ponto final nisso tudo.
Tenho 28 anos e fumo desde os 15, quando surtei estava passando por uma fase mt dificil na minha vida familiar, um fim de um relacionamento que me fez sofrer muito e estava em prova na faculdade, faço faculdade de Direito. Neste período eu fiquei sem fumar, pois queria enfrentar este turbilhao que estava passando em minha vida de cara. Foi a pior coisa que fiz.
Em outubro de 2011 tomei a decisão de jogar todos os remedios fora e voltei a fumar maconha diarimante, uma media de 2 baseados por dia. Inesplicavelmente a maconha substituiu todas essas drogas pesadas que o meu organismo ja estava viciado. Passei 2 semanas tensas, sem dormir, mt ansiosa e nervosa, mais mantive o controle pois sabia que era o efeito de toda droga que estava no meu organismo sair.
Hj posso dizer que estou vivendo uma fase maravilhosa, retomei todas as minhas atividades,
estou sendo acompanhada pelo meu psiquiatra que não é a favor, mais nao pode fazer nada, e por meu psicologo que se surpreende a cada consulta.
Não estou aqui pra levantar a bandeira de ng, mais no meu caso a maconha me devolveu a minha vida.
Espero que a ciencia avance logo nisso, pois essas drogas usadas para tratamentos psicologicos são muito pesadas, com efeitos colaterais horriveis, e não resolvem nada, nada mesmo, enquanto eu utilizava a medicação a sensação q tinha era que eu ainda estava em surto e que nao ia passa nunca, pois foi isso que o psiquiatra disse quando me receitou litio, que era pra vida toda. Só o fato de não estar utilizando a medicação ja te coloca numa posição psicologica de não louco, e a partir dai vc organiza suas ideias. A maconha me ajuda a controlar a ansiedade, tenho uma vida super tranquila hj.

Postar um comentário


ESCREVA UMA SUGESTÃO INTELIGENTE AQUI.
Seu comentário faz nosso crescimento coletivo..

Você no Diário da Erva. BOA SORTE NO MUNDO NOVO !!

/

ASSUNTOS

# Frases de um maconheiro # maconha pelo mundo #Anonymous #AoVivo #ArteNaBlunt #AUTOFLOWERING #BadTrip #cannabidiol #CannabisSeeds #CatágoloMaconhaMedicinal #ClubeDeMaconha #DEBATE #DivasdaErva #Espiritual #GoodTrip #GrowerNãoEhTraficante #HighLife #Homenagem #HOUSEGROWER #kush #MarijuanaMedicinal #MidiaMaconha #NotíciasCannabicas #NovaOrdemMundial #Patrocinadores #Pictures #PlantasMedicinais #POSITIVISMO #QuemTemSeda? #Regulamentação #WeedDaily #weedtube 2PAC 420Friends 4i20 ALCOOL Amsterdam animais Arte Alternativa ATIVISTAS BALI_HAI_Paper Barcelona BaseadosPeloMundo Be Happy Tabacaria Belo Horizonte BemBolado Bezerra da Silva Bio Bizz biodegradável BobMarley Bolando 1 Baseado BONG Bongs-Pipes BRASIL_UM_PAÍS_DE_TODOS Brasília Buds Cabeça Ativa Cacife Clandestino Califórnia Campanha Nacional Pela Regulamentação da Maconha Canabinoides CANHAMO CANNABIS Cannabis Cup cannabis cura câncer Cannabis em Portugal Cannabis Medicinal CAPA DE REVISTA Carta Capital Casa CBD CDs COMPLETO CENTRO CERVEJA CHAPADO CharlieBrownJR CheechChong Chile Chimaruts CidadeNegra Ciência CINEMA Coca Coffee_Shop Coffee_Shop_diariodaerva.com cogumelos colirio ConeCrewDiretoria conexão Copa do Mundo Copacabana Cores Cozinha para Chapados CULINÁRIA E RECEITAS - Tudo Gostoso cultivo CULTIVO INDOOR CULTIVO OUTDOOR culto cannabico CULTURA CANNABIS MAGAZINE CULTURA_DEL_CANNABIS Curiosidade Curitiba Cypress Hill D.A.P Dab DAILY_WEED DalaiLama DANOS Democracia Dependência DEPOIMENTOS DESCRIMINALIZACAO DESENHOS Diário de uma Mente insâna DIARIO Dハーブ Diário Policial diariodaerva.com diários de cultivo DICAS DE CULTIVO dicas de viagens DireitosHumanos Discovery_Channel Diversão Documentários Dr.Drauzio DROGAS DROGAS LEGALIZADAS ð香草日報 Efeitos_das_drogas Efeitos_negativos_da_Maconha ELETRO Emicida Eminem entrevista Erba Quotidiano ERVA ervas legais Espanha Espécies ESPORTE_É_SAÚDE EVENTOS EXPO_CANNABIS fatos históricos Feminizadas Filipe_Ret FILMES COMPLETOS FILOSOFIA MODERNA FLORES Floresta_de_Luz FORFUN Fortaleza Fotos FOTOS CANNABICAS Fumaça FUTEBOL GabrielOPensador game Garota_da_Erva gifs GilbertoGil GlobalMarijuana.Support Gorillaz GREEN POWER Green_Drinks GROW GROW POWER GROWSHOP GUERRA AS DROGAS Hacker HAXIXE HEADSHOP Hemd Hemp Hierbas_Diaria HIGH TIMES HipHop História da Maconha History_Channel Hora do Chá humor Illuminatis incenso Indica indoor inspire-se Head Bazar Intervesão ipanema Jamaica Jardim Enteogeno Jardim Xamânico Jogos Olímpicos JorgeBenJor Justiça Kid Cudi Lapa larica LEAP LEAP BRASIL LEBLON legalização LEGALIZE LegalizeBrasil LegiaoUrbana Leis LIBERDADE LIVROS LSD MACONHA Maconha Cura Câncer maconha em Portugal maconha medicinal Maconha na Africa MACONHA NA AMERICA LATINA Maconha na Argentina Maconha na Asia Maconha na Europa Maconha na Holanda Maconha na Irlanda Maconha na Oceania Maconha no Brasil Maconha no Canadá Maconha no EUA Maconha no Oriente MACONHA NO URUGUAI 2012 MACONHA SINTETICA Maconheira's Online Maconheiro MACONHEIROS FAMOSOS Marcelo D2 MarceloD2 Marcha da Maconha Marijuana Mato Grosso do Sul meio ambiente Miley_Cyrus MITOS E VERDADES SOBRE DROGAS MODA HEMP MPB Mr.Catra MTV Mulher e Maconha mundo MÚSICA ALTERNATIVA MvBill NARGUILÉ NatGeo Natiruts NATURAL Natureza Divina New York Nicotina NOSSA ARTE NOSSAS VISITAS NOTICIAS ORappa Orgânico Oriente otíciasCannabicas outdoor PAPEL Para onde viajar? Paraguai Paralamas_do_Sucesso Parar de Fumar Paris PATROCINE O DIARIO DA ERVA Paulo_Coelho PENSAMENTOS PERGUNTAS Pessoas Petição_Pública Pitty Planet Hemp Plantação_de_Maconha Plantas Carnívoras PLANTAS PROIBIDAS plante tomate POLITICA Política Pública PontodeEquilibrio popipe PoPipe Head Shop POSITIVIDADE Pot in Rio Prazer Primavera 2013 Produtos Hemp PROMOÇÃO PROTESTO Psicodélico quem tem seda? RacionaisMcs Rainha da Erva Raiz Cultivo Indoor Rap Rastafari RAWnoBrasil Reggae RELAX Remédio Verde Renato_Cinco revolucionando Rihanna Rio ROCK Rússia SABOTAGEM Salve samba Santa Catarina São_Paulo Sativa saúde SE SEGURA MALANDRO Segurança_Pública SEMENTES SESSÃO SESSÃO FUMAÇA SethRogen SEXO SHOPPING DIARIO DA ERVA SHOWS COMPLETOS sk8 Skank skunk SnoopDogg Só para as meninas SOCIEDADE SOJA SOU A FAVOR DA MACONHA Style sublime sustentabilidade TABACARIA TABACO tattoo TEDx THC TheSimpsons Tillie_Gorts Tim Maia TIPOS DE MACONHA Titãs Top 10 fatos maconha Top das Marcas TRAFICANTES TV UFC Ultra420 Ultraeco UNIVERSO PARALELO URNA ONLINE URUGUAI 2012 Uruguay USUARIO Vaporizador videos Visão Ampla VOCÊ NO DIARIO DA ERVA Weed Song WizKhalifa



CONQUISTAR PESSOAS



 
Copyright © Diário da Erva. All rights reserved.
contato@diariodaerva.com