maconha cannabis cultivo indoor legalização

Marcha da Maconha
1 2 3 4
420 Friends

Patrocinador Oficial:



Participe do diariodaerva.com Compartilhe!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Lançamento do livro "O Fim da Guerra!'

Lançamento do livro

Editora LeYa Brasil lança “O fim da guerra”, livro que investiga problemas e soluções para a questão das drogas, em especial, a maconha. O jornalista Denis Russo Burgierman viajou para cinco lugares do mundo para analisar as mudanças na política das drogas.

A guerra contra as drogas foi uma invenção dos políticos para ganhar votos a custa do medo que as pessoas justificadamente têm das drogas. O problema é que a repressão ultra-radical simplesmente não funciona. Quanto mais dura a proibição, mais gente usa drogas – e mais perigosas as drogas ficam. Por causa da guerra contra as drogas, hoje há crianças fumando crack nas ruas de praticamente todas as cidades brasileiras.

No livro “O fim da Guerra”, o jornalista Denis Russo Burgierman apresenta dados atualizados e novas teorias econômicas que demonstram para além de qualquer dúvida o fracasso de nosso atual sistema. Mas o livro não é apenas o relato de um problema. Seu objetivo central é apontar soluções.

Para isso, Denis viajou o mundo em busca de experiências que iluminem o futuro. Na Holanda, o autor constatou o sucesso de uma abordagem voltada a reduzir os danos causados pelas drogas, em vez da utopia autoritária de tentar erradicá-las. Mas o sistema holandês é um sistema antigo, dos anos 1970, largamente ultrapassado. Muito mais moderna é a abordagem portuguesa, que em apenas dez anos transformou as drogas, que eram o maior problema do país, num tema sob controle.

No mundo todo, assim como no Brasil, há políticos mais interessados em assustar as pessoas para ganhar votos do que em zelar pelo interesse público. Por isso, no geral, os governos evitam lidar com o tema das drogas, com medo de uma reação negativa do eleitorado. Denis visitou a Califórnia e a Espanha, dois países onde o sistema para lidar com a maconha foi transformado pela população, à revelia do sistema político. Na Califórnia, doentes crônicos conquistaram nas urnas o direito de ter acesso a um medicamento comprovadamente eficiente: a maconha. Na Espanha, usuários recreativos ganharam na justiça o direito de cultivar canábis em grande escala sem fins lucrativos. O livro também explora o Marrocos, o último país do mundo a ingressar na guerra contra as drogas.

“O Fim da Guerra” defende a tese de que a droga ilícita mais importante é a maconha, porque é a mais utilizada. Nossa covardia de lidar com essa droga é o que está empurrando nossas crianças para substâncias muito mais perigosas, como o crack.

Apesar do tema pesado, “O Fim da Guerra” é uma leitura prazerosa, que flui como um romance. O livro é um “road book” que tem como pano de fundo um dos temas centrais do mundo. O modo como nossa sociedade lida com as drogas é um assunto que interessa a todos, porque afeta todos – usuários ou não.

Fonte: Editora Bagarai

8 comentários:

Anônimo disse...

Interessante, vou comprar !

FrindoN disse...

Comprei e já estou lendo (Chegando no capítulo que fala da Espanha).

Recomendadíssimo não só para usuários como para não usuários.

O Autor desmenti alguns mitos martelados pela mídia e mostra que é possível um mundo com a Maconha -tanto para recreação como para uso medicinal- sem prejudicar outras pessoas como acontece hoje. (Graças a ineficiente e burra proibição)

Anônimo disse...

vou comprar!!!

Jhonatan Alves disse...

O governo federal não quer acabar com a guerra não é discriminalizar as drogas e sim discriminilizar a maconha pois maconha não é droga que fez a maconha virar droga foi a maldita midia uma simples planta, que faz relaxar refletir e deixa o sujeito inofensivo diante da Sociedade o q de mal a nisso? a vamos falar tambem dos seu comprovado beneficio medicinal... infelizmente são muitos os covardes que não tem a coragem de lutar por nossos direitos... VOCÊS PODEM TER CERTEZA O ALCOOL É MUITO PIOR QUE A MACONHA O CIGARRO É MTO PIOR QUE A MACONHA E POR QUE ESSAS DROGAS SÃO LIVRIMENTE COMERCIALIZADAS??? SERIA UM JEITO DO GOVERNO REDUZIR A POPULAÇÃO??? FICA AI A DUVIDA msn: joatanfelipe@hotmail.com

Karl Prieb disse...

Vi uma entrevista com o autor do livro agora pouco no programa Agora é tarde, e vemos que cada vez mais o assunto maconha no Brasil e na TV brasileira esta sendo normal. A descriminalização virá com o tempo!

Anônimo disse...

No Peru as pessoas utilizam a maconha como ervas medicinais e faz muito bem, principalmente para nós turistas que tomamos como chá, os ignorantes não sabem o quanto faz bem se soubessem não seria proibido, seria igual no Peru que se acha até em sache.

Anônimo disse...

com certeza vou compra esse livro, fiquei super interresada no assunto, e com certeza é um livro muito bom, pois as drogas é um assunto que estao falando bastante. Adorei, beijos =)

Anônimo disse...

No Peru, os turistas tomam chá de coca, devido à altitude, mas é claro, proibído levar embora qualquer sachê do chá, nem como lembrança.

Postar um comentário


ESCREVA UMA SUGESTÃO INTELIGENTE AQUI.
Seu comentário faz nosso crescimento coletivo..

Você no Diário da Erva. BOA SORTE NO MUNDO NOVO !!

/

Arquivo Retroativo: diariodaerva.com

Aprenda técnicas de cultivo indoor, outdoor e hidropônia! Clique no banner.

#TOP10 última semana

#TOP10 desde 2010

Loading...
Ativismo no sentido filosófico

Site para maiores de 18 anos


Aqui você pode encontrar informações sobre maconha para o uso pessoal e medicinal. Devem ser utilizadas somente para fins informativos. Nós nunca incentivamos o uso de qualquer tipo de drogas e nunca fazemos apologia ao uso de maconha!

As informações contidas no diariodaerva.com devem ser utilizadas somente em países onde o cultivo de Maconha é Legalizado! Veja a legislação do país onde você se encontra.