maconha cannabis cultivo indoor legalização

Assine nossa Newsletter. Mídia Independente!

Marcha da Maconha
1 2 3 4

Posts Recentes

sábado, 28 de dezembro de 2013

Maconha legal pode tirar bilhões dos traficantes

Texto: Ioan Grillo, jornalista e autor do livro "El Narco: Inside Mexico's Criminal Insurgency".

Depois de cobrir o narcotráfico e a violência na América Latina desde 2000, olho para as inúmeras fotos e vídeos que fiz e me pergunto qual seria a imagem mais simbólica desse período, uma que as pessoas vissem daqui a cem anos e entendessem exatamente do que se trata.

Maconha legal pode tirar bilhões de dólares dos traficantes
✔Curtir ✔Tweet ✔g+1 ✔Compartilhe!


Será que há uma única imagem que represente as 60 mil mortes que essa guerra acarretou no México e as milhares ocorridas na Guatemala, Honduras, Colômbia e Brasil? Há uma única foto que resuma a rede complexa que liga o consumo de drogas na minha cidade, na Inglaterra, com a plantação de coca nos Andes?

Vejo fotos de soldados queimando folhas de maconha e percebo que evocam essa guerra em sua expressão mais fundamental: homens uniformizados destruindo, triunfantes, o inimigo declarado (uma planta). Eu me lembro da montanha de dinheiro vivo encontrada na mansão da Cidade do México, na maior batida do gênero já realizada: US$ 207 milhões, comprovando que tudo é mesmo uma questão de grana. Repasso as imagens das mães chorando sobre os corpos de seus filhos, mortos no fogo cruzado entre soldados e mercenários dos cartéis, cena repetida nas ruas de Ciudad Juárez, Acapulco, Tegucigalpa e Medellín. Talvez elas retratem melhor a tragédia porque a dor das pessoas que perdem entes queridos se destaca acima de todo o resto.



Entretanto, essa minha busca levanta uma questão básica: será que as pessoas daqui a cem anos vão encarar esse conflito na América Latina como um impasse arcaico há muito resolvido? Ou os EUA e a Europa continuarão a existir como os maiores mercados da droga enquanto a violência dos cartéis ainda reina ao sul do Rio Grande?

Conforme nos aproximamos de 2014, nos vemos em meio a uma mudança fundamental de atitude em relação à política antidrogas no continente, a mais radical desde que a região se voltou para proibição consequente do Harrison Narcotics Tax Act, lei federal implantada nos EUA em 1914 que gerou o tráfico de drogas na forma de contrabando de sementes de ópio a partir de Sierra Madre, no México.

Com o mercado norte-americano das drogas crescendo, impulsionado pelo movimento hippie e pelo consumo de cocaína da geração disco, a guerra dos EUA contra o tráfico se intensificou, assim como a pressão nos países latino-americanos para erradicar o fornecimento. As gerações seguintes dos cartéis se tornaram cada vez mais violentas até que deixamos de falar no combate às drogas para enfrentar uma verdadeira guerra ocasionada por elas, culminando no banho de sangue no México, talvez o episódio mais trágico do combate no mundo.

O rumo das discussões sobre o tema, porém, estão mudando com uma rapidez assustadora. Durante décadas, qualquer menção à legalização era vista pelos políticos do hemisfério como receita certa para a perda de votos; agora, os presidentes de Uruguai, Brasil, Argentina, Bolívia, Guatemala, Colômbia e México estão pedindo que se reconsiderem as políticas proibicionistas.

As eleições de 2012 no Estado de Washington e Colorado, primeiros lugares do mundo a legalizar a maconha para uso recreacional, acabou causando rachaduras no sistema, corroboradas pelo respeito da Casa Branca à escolha. Este ano, o Congresso uruguaio votou para legalizar a maconha no país inteiro, confirmando que a bola de neve estava crescendo. Várias nações latino-americanas, incluindo México e Colômbia, descriminalizaram a posse de pequenas quantidades de drogas mais pesadas, política a que Washington era visceralmente contra, mas sobre a qual atualmente se mantém reticente.

Embora seja óbvia a mudança no rumo do debate, a América Latina ainda tem um longo caminho a percorrer se quiser romper o ciclo da violência. Embora a Casa Branca seja discreta em divulgar suas atividades no exterior, realiza programas de repressão sob supervisão militar; apesar de sublimado, o problema está nas plantações de maconha do México e as de coca nos vales da Colômbia, bem como nas cidades centro-americanas. Para completar, os cartéis, financiados pelo comércio ilegal, continuam cometendo ? se não ampliando ? as versões mais horrendas de crimes que vão desde sequestro e extorsão a execução sumária.

Ainda não se sabe quais as consequências práticas da mudança na filosofia. Pode levar vários anos, mas a legalização da maconha parece altamente provável, gerando um potencial de mercado taxável para a erva que abrange desde as cidades norte-americanas às propriedades de cultivo na América Latina. O ex-presidente mexicano, Vicente Fox, inclusive anunciou seu apoio a um empresário norte-americano que quer apostar na maconha. Um mercado como esse tiraria bilhões de dólares das mãos dos cartéis e acabaria com os grilhões que empurram tanto produtores e vendedores para o mundo do crime organizado. Com certeza também provocaria discussões acaloradas na ONU, principalmente em relação aos tratados que obrigam os signatários a combater as drogas.

A perspectiva de discussões sobre como lidar com a cocaína, a heroína e a metanfetamina já despontam no horizonte ? e mesmo que se decida que essas drogas sejam muito perigosas para serem legalizadas, os lucros dos cartéis podem despencar se forem encontrados meios mais eficazes de ajudar os dependentes nos EUA e Europa.

E mesmo que as drogas percam o atrativo lucro, as autoridades latino-americanas terão que fechar o cerco com mais rigor contra sequestradores e extorsionários. A tarefa seria mais fácil, sem dúvida, se os criminosos pertencessem a gangues locais e não a redes internacionais sofisticadas. Porém, os governos precisam criar um sistema judiciário ágil e funcional, além de acabar com os guetos para que os jovens não cedam à criminalidade e acabem matando alguém por menos de US$ 100.

Analisando as imagens da violência nessas áreas pobres, vejo uma que me faz chorar ? tirada por Fernando Brito, ela mostra um grupo de meninas segurando fotos de uma coleguinha em Culiacán, no México, vítima do fogo cruzado. Elas pedem justiça, exigem um basta, suas camisetas brancas enfatizam a inocência e a perspectiva de futuro. É o retrato perfeito da dor que a violência do narcotráfico está causando à América Latina. Será que daqui a um tempo as pessoas vão olhar para ela como um fator de mudança ou as pequenas estão chorando em vão?


Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário


ESCREVA UMA SUGESTÃO INTELIGENTE AQUI.
Seu comentário faz nosso crescimento coletivo..

Você no Diário da Erva. BOA SORTE NO MUNDO NOVO !!

/

ASSUNTOS

# Frases de um maconheiro # maconha pelo mundo #Anonymous #AoVivo #ArteNaBlunt #AUTOFLOWERING #BadTrip #cannabidiol #CannabisSeeds #CatágoloMaconhaMedicinal #ClubeDeMaconha #DEBATE #DivasdaErva #Espiritual #GoodTrip #GrowerNãoEhTraficante #HighLife #Homenagem #HOUSEGROWER #kush #MarijuanaMedicinal #MidiaMaconha #NotíciasCannabicas #NovaOrdemMundial #Patrocinadores #Pictures #PlantasMedicinais #POSITIVISMO #QuemTemSeda? #Regulamentação #WeedDaily #weedtube 2PAC 420Friends 4i20 ALCOOL Amsterdam animais Arte Alternativa ATIVISTAS BALI_HAI_Paper Barcelona BaseadosPeloMundo Be Happy Tabacaria Belo Horizonte BemBolado Bezerra da Silva Bio Bizz biodegradável BobMarley Bolando 1 Baseado BONG Bongs-Pipes BRASIL_UM_PAÍS_DE_TODOS Brasília Buds Cabeça Ativa Cacife Clandestino Califórnia Campanha Nacional Pela Regulamentação da Maconha Canabinoides CANHAMO CANNABIS Cannabis Cup cannabis cura câncer Cannabis em Portugal Cannabis Medicinal CAPA DE REVISTA Carta Capital Casa CBD CDs COMPLETO CENTRO CERVEJA CHAPADO CharlieBrownJR CheechChong Chile Chimaruts CidadeNegra Ciência CINEMA Coca Coffee_Shop Coffee_Shop_diariodaerva.com cogumelos colirio ConeCrewDiretoria conexão Copa do Mundo Copacabana Cores Cozinha para Chapados CULINÁRIA E RECEITAS - Tudo Gostoso cultivo CULTIVO INDOOR CULTIVO OUTDOOR culto cannabico CULTURA CANNABIS MAGAZINE CULTURA_DEL_CANNABIS Curiosidade Curitiba Cypress Hill D.A.P Dab DAILY_WEED DalaiLama DANOS Democracia Dependência DEPOIMENTOS DESCRIMINALIZACAO DESENHOS Diário de uma Mente insâna DIARIO Dハーブ Diário Policial diariodaerva.com diários de cultivo DICAS DE CULTIVO dicas de viagens DireitosHumanos Discovery_Channel Diversão Documentários Dr.Drauzio DROGAS DROGAS LEGALIZADAS ð香草日報 Efeitos_das_drogas Efeitos_negativos_da_Maconha ELETRO Emicida Eminem entrevista Erba Quotidiano ERVA ervas legais Espanha Espécies ESPORTE_É_SAÚDE EVENTOS EXPO_CANNABIS fatos históricos Feminizadas Filipe_Ret FILMES COMPLETOS FILOSOFIA MODERNA FLORES Floresta_de_Luz FORFUN Fortaleza Fotos FOTOS CANNABICAS Fumaça FUTEBOL GabrielOPensador game Garota_da_Erva gifs GilbertoGil GlobalMarijuana.Support Gorillaz GREEN POWER Green_Drinks GROW GROW POWER GROWSHOP GUERRA AS DROGAS Hacker HAXIXE HEADSHOP Hemd Hemp Hierbas_Diaria HIGH TIMES HipHop História da Maconha History_Channel Hora do Chá humor Illuminatis incenso Indica indoor inspire-se Head Bazar Intervesão ipanema Jamaica Jardim Enteogeno Jardim Xamânico Jogos Olímpicos JorgeBenJor Justiça Kid Cudi Lapa larica LEAP LEAP BRASIL LEBLON legalização LEGALIZE LegalizeBrasil LegiaoUrbana Leis LIBERDADE LIVROS LSD MACONHA Maconha Cura Câncer maconha em Portugal maconha medicinal Maconha na Africa MACONHA NA AMERICA LATINA Maconha na Argentina Maconha na Asia Maconha na Europa Maconha na Holanda Maconha na Irlanda Maconha na Oceania Maconha no Brasil Maconha no Canadá Maconha no EUA Maconha no Oriente MACONHA NO URUGUAI 2012 MACONHA SINTETICA Maconheira's Online Maconheiro MACONHEIROS FAMOSOS Marcelo D2 MarceloD2 Marcha da Maconha Marijuana Mato Grosso do Sul meio ambiente Miley_Cyrus MITOS E VERDADES SOBRE DROGAS MODA HEMP MPB Mr.Catra MTV Mulher e Maconha mundo MÚSICA ALTERNATIVA MvBill NARGUILÉ NatGeo Natiruts NATURAL Natureza Divina New York Nicotina NOSSA ARTE NOSSAS VISITAS NOTICIAS ORappa Orgânico Oriente otíciasCannabicas outdoor PAPEL Para onde viajar? Paraguai Paralamas_do_Sucesso Parar de Fumar Paris PATROCINE O DIARIO DA ERVA Paulo_Coelho PENSAMENTOS PERGUNTAS Pessoas Petição_Pública Pitty Planet Hemp Plantação_de_Maconha Plantas Carnívoras PLANTAS PROIBIDAS plante tomate POLITICA Política Pública PontodeEquilibrio popipe PoPipe Head Shop POSITIVIDADE Pot in Rio Prazer Primavera 2013 Produtos Hemp PROMOÇÃO PROTESTO Psicodélico quem tem seda? RacionaisMcs Rainha da Erva Raiz Cultivo Indoor Rap Rastafari RAWnoBrasil Reggae RELAX Remédio Verde Renato_Cinco revolucionando Rihanna Rio ROCK Rússia SABOTAGEM Salve samba Santa Catarina São_Paulo Sativa saúde SE SEGURA MALANDRO Segurança_Pública SEMENTES SESSÃO SethRogen SEXO SHOPPING DIARIO DA ERVA SHOWS COMPLETOS sk8 Skank skunk SnoopDogg Só para as meninas SOCIEDADE SOJA SOU A FAVOR DA MACONHA Style sublime sustentabilidade TABACARIA TABACO tattoo TEDx THC TheSimpsons Tillie_Gorts Tim Maia TIPOS DE MACONHA Titãs Top 10 fatos maconha Top das Marcas TRAFICANTES TV UFC Ultra420 Ultraeco UNIVERSO PARALELO URNA ONLINE URUGUAI 2012 Uruguay USUARIO Vaporizador videos Visão Ampla VOCÊ NO DIARIO DA ERVA Weed Song WizKhalifa



CONQUISTAR PESSOAS



 
Copyright © Diário da Erva. All rights reserved.
contato@diariodaerva.com